sábado, 30 de março de 2013

Agende de abril do Teatro Municipal

No aniversário do nosso município, nunca houve nada assim, um mês de festividade, todos eventos gratuitos, inclusive com pouca despesa para a prefeitura.

Ah! Caso queira visualizar melhor clique com o esquerdo para aumentar.  

sexta-feira, 29 de março de 2013

Respingos





Propaganda envolvendo alimentação para a criançada, na grande maioria é enganosa. Quem não se lembra daquele “Danoninho vale por um bifinho”. Para as mães desavisadas um alívio, ao invés, de oferecer alimentação correta dava aquele potinho que a propaganda os colocava como magia para a nutrição infantil.  Fazia a alegria da filharada sem dar trabalho. Com essa propaganda não dá para saber quantas crianças foram desnutridas. Essa e outras propagandas que estão no ar são criminosas.

Outro dia uma mãe seguia com dois meninos quase em idade escolar oferecendo essas porcariadas embaladas e de baixo custo. Um veneno para crianças nesta idade. Bem melhor oferecer frutas – ta certo que custa caro – daí já é problema com o nosso governo. Se esta barbaridade não bastasse – a mãe na maior tranquilidade jogou as embalagens na primeira casa que encontrou – na frente dos meninos. Quando crescer que futuro que terão? Ser porcalhão.


Pais de pouca instrução parecem ter pressa, muita pressa que seus rebentos se transformem em adultos, para vesti-los  como se fossem ETs.

Li certa ocasião que crianças em desenvolvimento precisam brincar livremente num parquinho e outras coisas no gênero. Exercitar os músculos no escorregador. Brincando na gangorra. Escalando árvores, correndo, saltando, jogando bola, nadando no ribeirão.

Todo exercício mal orientado ou em excesso para a criançada em formação é prejudicial ao bom desenvolvimento ósseo, muscular e nervoso. As crianças precisam brincar e não imitar o que os adultos fazem.

A dor como espetáculo. Nada mais vexatório ou constrangedor do que crianças diante das Câmaras serem forçada a recordar cenas terríveis até que as lágrimas escorram. A TV transforma o que já é trágico num show de horror, num espetáculo macabro.

Ah! A bossa nova dos novos tempos é ser gente boa. Fui!

quarta-feira, 27 de março de 2013

Respingos




O cartão postal de uma pessoa é a linguagem. Qualquer escorregãozinho é o bastante para derrubar uma carreira, perder a credibilidade é falar errado. Há quem seja bem apessoado, simpático, divertido, alto astral, muito sexy, no entanto quando abre a boca sai cobras e lagartos.

A habilidade verbal do brasileiro é admirável. Nos bares, nas ruas, em prosas à beira de copos ou pratos, no rádio e na televisão, a língua do Brasil floresce em todo o seu esplendor. Mas, quando alguém precisa escrever, começa a tropeçar logo nas primeiras linhas. O remédio principal é aumentar a diversidade da leitura. O brasileiro lê pouco e escreve menos ainda. Precisa fazer mais as duas coisas, na escola e fora dela. Uma providência adicional é exigir dos candidatos a cargos públicos que conheçam e respeitem a língua-mãe. Não tropeçando no português. Falar errado pode acabar com sua pretensão de conseguir boa vaga ou até mesmo fazer com que você perca precioso emprego e a carreira política. Disso não tenha dúvidas “Quem não fala corretamente não transmite credibilidade”. Falar bem não significa usar palavras difíceis.

Dicas para não se enrolar com a língua: Leia muito, muito mesmo, leia e releia. Livros, jornais, revistas, gibis  enriquecem vocabulário sem a gente notar.
Evite os cacoetes (né, tá, aí etc.) e a gírias. (Galera, nem pensar!) Eles podem irritar que está ouvindo se repetido muitas vezes.
Dê preferência a frases curtas e diretas. Períodos muito longos costumam deixar o discurso confuso. Redação e discurso corretos é sinal de organização mental. Providencie um bom livro de gramática e consulte-o sempre que puder.
Numa das sessões da Câmara teve vereador que repetiu várias vezes “profeitura” ao invés de prefeitura, “arve” ao invés de árvore. Um outro repetiu que tal coisa era “proveituoso” ao invés de proveitoso, entre outras derrapagens que levou a platéia a coçar a cabeça, as canelas, a se mexer nas poltronas. Não custa nada criticar usando bem a língua nossa do dia a dia. A chamada de atenção tem mais credibilidade. É dever do homem que se tornou público.

Queridos amigos, obrigado, mil vezes obrigado por fazer o meu blog acontecer.  Até a próxima postagem. Fui! 

terça-feira, 26 de março de 2013

COOCERQUI



"Túnel" temático de Páscoa na COOCERQUI. Ovos, coelhos, colomba, bombons...




Colomba Pascal

A Colomba é alimentação muito presente na Páscoa.
O sabor é suave e de preparação delicada. O gosto é diferenciado do Panetone, um, pão de receita semelhante, natalino, pelo uso mais acentuado de cascas de laranja cristalizadas, que substituem as uvas passas de seu irmão. A receita contém mais manteiga e ovos e pode receber cobertura de glacê, amêndoas ou ainda chocolate aromatizado, apresentando decorações requintadas.
Muitas histórias estão ligadas aos símbolos da Páscoa, entre elas, a colomba pascal. Ao norte da Itália, na Lombardia, vilarejo de Pavia, houve uma invasão local do exército de Albuino, o rei dos lombardos. Um confeiteiro do local resolveu preparar um presente para o invasor. Criou um bolo diferente, preparado com ricos ingredientes e assado no formato da pomba da paz. Quando recebeu o presente, o invasor ficou encantado com o sabor do bolo e a sensível ideia e decidiu poupar o vilarejo do ataque. O bolo simboliza a vinda do Espírito Santo.
A pomba ou colomba pascal, um pão doce e enfeitado com a forma de ave, é um símbolo cristão. A forma de pomba era utilizada muito frequentemente nos antigos sacrários onde se reservava a Eucaristia. O símbolo eucarístico se converteu logo no pão doce que costuma ser compartilhado, em alguns países europeus - especialmente na Itália - no café da manhã de Páscoa e da "Pasquetta", a segunda-feira de Páscoa.
Nos últimos anos, a Colomba Pascal já é encontrada a venda no Brasil e começa a se tornar tradição nas manhas de páscoa, assim como o panetone no natal.

As COOCERQUI de Cerquilho, Boituva e Tietê estão com muitos metros quadrados de produtos temáticos da Páscoa. Passar pelo “túnel” lotadinho de formas, cores, sabores, mais o perfume característico, além de divertido é entrar automaticamente no clima pasqualino. Vale a pena dar uma chegadinha e conferir a variações de produtos, com ofertas para todos os bolsos. 






sexta-feira, 22 de março de 2013

Teatro Municipal de Cerquilho

Estarão presente no evento certa de 70 carros antigos. Você não vai perder! Vai?


Até a próxima postagem. Fui!

quinta-feira, 21 de março de 2013

Respingos

Desenho em bico-de-pena da série "Visões Fantástica" feita por este blogueiro.


Tenho mais de cem originais guardados. Aos poucos vou postando.
Até a próxima postagem. Fui!

terça-feira, 19 de março de 2013

COOCERQUI

Cacau - a origem...





Chocolate
 
O chocolate é alimento feito com base na amêndoa fermentada e torrada do cacau. A origem remonta às civilizações pré-colombiana da América Central. A partir dos Descobrimentos foi levado para a Europa, onde popularizou-se, especialmente a partir dos séculos XVII e XVIII. Contudo, em função das necessidades climáticas para o cultivo do cacau, não é possível o seu plantio na Europa e por isso as colônia americanas de China tropical úmido continuaram a fornecer a matéria-prima. continuaram a fornecer a matéria-prima. Atualmente os maiores produtores estão na África Ocidental.

O chocolate tal como é consumido hoje é resultado de sucessivos aprimoramentos realizados desde o início da colonização da América.. O produto era consumido pelos nativos na forma de uma bebida quente e amarga, de uso exclusivo da nobreza.. Os europeus passaram a adoçar e a misturar especiarias para adequá-lo ao seu gosto. Com o desenvolvimento dos processos industriais e técnicas culinárias, surgiu o chocolate com leite e depois na forma sólida. Atualmente, é encontrado em diferentes formas que vão desde o sólido, como o chocolate em pó,  as barras, os ovos, os bombons e o líquido,  como achocolatado ou chocolate quente.. Além de ser consumido puro é também ingrediente de grande número de alimentos como bolos, tortas, biscoitos, mousses, sorvetes e outros doces.
 Paralelamente, o chocolate passou a ser associado a determinadas festividades, como por exemplo a Páscoa. Além disso, com as descobertas científicas foram conhecidas algumas propriedades que o relaciona, especialmente na versão amarga, à saúde humana. Contudo, o mesmo não se aplica a diversos animais domésticos, para os quais pode chegar a ser tóxico.



Páscoa é uma das datas mais importantes do calendário católico, época em que os cristãos celebram a paixão, a morte e ressurreição de Jesus Cristo. A data tem início no Domingo de Ramos, uma semana antes da Páscoa. As festividades são comemoradas na Semana Santa, durante este período há várias celebrações que relembram os caminhos percorridos por Jesus Cristo antes de ele ser crucificado.




A ressurreição de Cristo é o mais respeitável na fé cristã, pois ele prova que a morte não é o fim da vida e que Ele é verdadeiramente o Filho de Deus. Durante o domingo de Páscoa a Igreja celebra diversas missas festivas. Neste período os católicos se dedicam a uma vida nova, com mais amor ao próximo.




Bolo de chocolate

  Ingredientes

Massa:
4 ovos
4 colheres de sopa de chocolate em pó
2 colheres de sopa de manteiga
3 xícaras de farinha de trigo
2 xícaras de açúcar
2 colheres de chá de fermento
1 xícara de leite
Calda:
2 colheres de sopa de manteiga
7 colheres de sopa de chocolate em pó
2 latas de creme de leite com soro
3 colheres de sopa de açúcar

Modo de Preparo

Massa:
  1. Bata todos os ingredientes por 5 minutos (menos o fermento)
  2. Adicione o fermento e misture com uma espátula delicadamente
  3. Coloque em uma forma untada e asse por 40 minutos
Calda:
  1. Aqueça a manteiga e misture o chocolate em pó até que esteja homogêneo
  2. Acrescente o creme de leite e misture bem
  3. Desligue o fogo e acrescente o açúcar 

Todas as delícias da Páscoa são encontradas nas Coocerqui de Cerquilho, Boituva e Tietê. Hummmmmmmm!
 

sábado, 16 de março de 2013

Teatro Municipal

Cerquilho e região merece. À partir de 3 de abril o Teatro Municipal de Cerquilho também será cinema. Culturalmente estamos no início de uma nova estação - de uma nova administração. Três de abril é aniversário do município de Cerquilho. Para comemorar a data será inauguração do cinema (excepcionalmente), na quarta-feira dia três, às 16h com o filme brasileiro  "Cinema, aspirinas e urubus"...

Cinema, Aspirinas e Urubus

 
Em 1942, no meio do sertão nordestino, dois homens vindos de mundos diferentes se encontram. Um deles é Johann, alemão fugido da 2ª Guerra Mundial, que dirige um caminhão e vende aspirinas pelo interior do país. O outro é Ranulpho, um homem simples que sempre viveu no sertão e que, após ganhar uma carona de Johann, passa a trabalhar para ele como ajudante. Viajando de povoado em povoado, a dupla exibe filmes promocionais sobre o remédio "milagroso" para pessoas que jamais tiveram a oportunidade de ir ao cinema. Aos poucos surge entre eles uma forte amizade...

Até  a próxima postagem. Fui! 

sexta-feira, 15 de março de 2013

Respingos

14 de março é o dia da poesia.


O  M E U  S Í T I O

 












O meu sítio fica 
Na encosta de um morro
Não vejo a nascente,
Mas o poente é deslumbrante!
São nuances cores quentes...
Pintando telas surpreendentes!
Se tudo isso não bastasse
O espaço ainda é cortado
Por pássaros que voam como lança
Às vezes pura elegância
Em outras graciosos, sinuosos.
Às vezes sinistros...
Em outros brincantes...

O matagal
Ainda é espesso...
Do pomar
E do roçado
O perfume
Exala inebriante!

A erosão por aqui não chegou
A água do riacho ainda
Despenca das pedras
Pra depois serpentear serena,
E serpentear transparente... Limpinha...
E rasinho que até as  formiguinhas
Atravessam água pelas canelas.

Pra que automóvel?
Nem pensar ir à cidade
Fazer compras na feira
Para o gasto tenho
De tudo um pouco
Na panela borbulham sabores
E os derivados do leite
Engordam gulas na prateleira.

A varanda meio rústica
Foi acontecendo...
Uma estaca aqui...
Outra acolá...
Onde os bambus
Envergados se entrelaçam
Ajeitando escadas
Pras trepadeiras:
São primaveras,
Madressilvas,
Glicínias e
Jasmins...
Do cio... quantas pencas!
Onde pétalas bailarinas
Vão se ajeitando
Como almofadas na relva...
Quantos florais,
Uma beleza!
Da espreguiçadeira se espia!

O meu paraíso fica logo ali,
Bem pertinho da cidade
Asfalto quase na porteira
Divisa?
Arame farpado
Colocando limite
Pra a criação pastar alheia
Sem dar trela
Pra barulheira
Incessante feita
Onde mora muita gente!
Pois não há de ver
Que ainda tem gente
Que me chateia
Com o pastoreio acontecendo
Na fuça do cidadão
Coisa mais sem eira nem beira...
Que atrapalhação!
Será que o urbano
Misturou-se ao rural?
Não “guento” o cheiro, diz um
Onde já se viu,
Que desrespeito! diz outro
E eu, cá com meus botões penso:
Quanto desaforo!
Ô capitalismo selvagem!
Muito pelo contrário...
Que culpa tenho eu
Se foi a cidade
Que invadiu meu sítio?
Até a próxima postagem. Fui!

quarta-feira, 13 de março de 2013

Respingos

Trabalho em bico-de-pena feito por este blogueiro.  Da série "Visões Fantásticas".

Até a próxima postagem. Fui!

terça-feira, 12 de março de 2013

COOCERQUI




Sardinha, a mais popular fonte de ômega-3
O tesouro das sardinhas
Pequenas, saborosas e populares, elas abrigam o famoso ômega-3 que ajuda na prevenção de diversos males. Aprenda a apreciar esse pescado cheio de riquezas.
Elas costumavam nadar em grandes cardumes pelos mares da Sardenha, ilha localizada no Mediterrâneo, daí o nome. Aventureiras, navegaram quilômetros até disseminar populações de sua espécie pelos vários oceanos do mundo. Ao longo de sua missão desbravadora veio parar nas águas e no prato dos brasileiros, formando a família Sardinella brasiliensis, a típica iguaria nacional. Por ser tão comum e ter um baixíssimo custo, nem todo mundo se dá conta de que a sardinha esconde uma riqueza inestimável.

Ela contém ácido graxo ômega-3 em quantidades que não deixam nada a desejar a parentes estrangeiros, como o salmão, que levam a fama de ser as melhores fontes da substância.

Muita gente pode estranhar, já que o ômega-3, ácido graxo lotado de vantagens para a saúde, é típico de peixes de águas gélidas e profundas. Essas espécies precisam da gordura para evitar que congelem nessas águas. Por que, então, a sardinha, que aprecia temperaturas amenas, seria tão rica no ácido graxo? Por ser migratória e se movimentar muito, ela armazena a gordura como reserva energética.

No corpo humano, essas gorduras do bem minimizam a ação nociva de compostos inflamatórios. Ajudam na prevenção de uma série de males que dão as caras em locais díspares como o coração, o intestino e as articulações. Sem falar que ainda entram na constituição da retina e da massa cinzenta.

Sardinha grelhada

  Ingredientes 

700 g de sardinha limpa aberta em filé sem espinha

1/3 xícara de chá de azeite
1/2 colher de sopa de salsa picada
1/4 xícara de chá de vinagre
1/2 colher de sopa de alecrim picado

1 cenoura picada
. cebolinhas verdes picadas
. abobrinha picada
. Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo

1.      Tempere as sardinhas com sal e pimenta e unte-as com azeite.

2. Aqueça uma grelha, unte com azeite restante e doure as sardinhas dos dois lados.

3. Numa panela, aqueça o azeite em fogo médio, junte os ingredientes restantes e cozinhe, mexendo até ficarem macios.

4. Ponha em uma travessa e, por cima, disponha as sardinhas. Sirva.

 

Cuscuz de sardinha 

Ingredientes:

. 6 colheres de sopa de azeite
. 1 cebola grande picada
. 3 dentes de alho bem picados
. 1 xícara de chá de cenoura ralada grosseiramente 
. 3 xícaras de chá de água fervente
. 2 cubos de caldo de legumes
. 1 xícara de chá de molho de tomate
. 1 vidro (300 g) de palmito picado
. 1 xícara de chá de ervilhas frescas ou congeladas
. 2 ovos cozidos e picados
. 1/2 xícara de chá de cheiro-verde picado
. 1 lata de filé de sardinha em água, escorridos
. 4 xícaras de chá de farinha de milho flocada, pré-cozida

Para decorar:
. Ovo cozido fatiado
. Rodelas de palmito
. Ervilhas
. Tomate em meias rodelas
. Files de sardinha
. Rodelas de azeitona

Modo de preparo:

Aqueça uma panela grande com o azeite e doure levemente a cebola e o alho. Junte a cenoura, a água, o caldo de legumes, o tomate, o palmito e a ervilha. Deixe ferver por cerca de cinco minutos. Em seguida adicione os ovos, o cheiro-verde e a sardinha. Misture e, aos poucos, acrescente a farinha de milho, mexendo até soltar da panela. Cuidado para não deixar a mistura seca. Depois use um pouco de azeite para untar uma forma com buraco no meio e acomode os ingredientes da decoração. Pegue a massa do cuscuz com uma colher e coloque-a delicadamente na forma, para não estragar a decoração. Aperte bem e desinforme sobre um prato. Sirva quente ou frio.

Nas Coocerqui de Cerquilho, Boituva e Tietê você encontra sardinhas frescas e enlatadas. 
 

sábado, 9 de março de 2013

Respingos

Trabalho em bico-de-pena feito por este blogueiro. Este desenho denominado "Rainha das Águas" foi feito em novembro de 1982. 

Até a próxima postagem Fui!

sexta-feira, 8 de março de 2013

Dia internacional da mulher




Cirurgia de lipoaspiração?

Pelo amor de Deus, eu não quero usar nada nem ninguém, nem falar do que não sei nem procurar culpados, nem acusar ou apontar pessoas, mas ninguém está percebendo que toda essa busca insana pela estética ideal é muito menos lipo-as e muito mais piração?

Uma coisa é a saúde e outra é obsessão. O mundo pirou, enlouqueceu. Hoje, Deus é a auto-imagem. Religião é a dieta. Fé, só na estética. Ritual é a malhação.

Amor é cafona, sinceridade é careta, pudor é ridículo e sentimento é bobagem.

Gordura é pecado mortal. Ruga é contravenção. Roubar pode envelhecer não. Estria é caso de policia. Celulite é falta de educação e Filho da Puta bem sucedido é exemplo de sucesso.

A máxima moderna é uma só: pagando bem, que mal tem?

A sociedade consumidora, a que tem dinheiro, a que produz, não pensa em mais nada além da imagem, imagem, imagem, imagem, estática, medidas, beleza. Nada mais importa. Não importam os sentimentos, não importa a cultura, a sabedoria, o relacionamento, a amizade, a ajuda, nada mais importa.

Não importa o outro, o coletivo. Jovens não têm mais fé, nem idealismo, nem posição política. Adultos perdem o senso em busca da juventude fabricada.

Ok, eu também quero me sentir bem, quero caber nas roupas, quero ficar legal, quero caminhar, correr, viver muito, ter uma aparência legal, mas...

Uma sociedade de adolescentes anoréxicas e bulimicas, de jovens lipoaspirados, turbinados, aos vinte anos não é natural. Não é não pode ser.

Que as pessoas discutam o assunto. Que alguém acorde. Que o mundo mude.

Que eu me acalme. Que o amor sobreviva.

“CUIDE BEM DO SEU AMOR, SEJA ELE QUEM FOR."

Herbert Vianna
Cantor e Compositor


Caros amigos, obrigado, mil vezes obrigado, por fazerem o meu blog acontecer. Fui! 

quarta-feira, 6 de março de 2013

Respingos




Sete são os pecados capitais: a inveja, o ódio, a preguiça, a gula, a avareza, a luxúria e o orgulho. O ciúme é manter o que se tem, a cobiça é querer o que não se tem. A inveja é não querer que o outro tenha. Veja essa graduação: a inveja é um vírus que se caracteriza pela ausência de sintomas aparentes. O ódio espuma. A preguiça se derrama. A gula engorda. A avareza acumula. A luxúria se oferece. O orgulho brilha. Observe que somente a inveja se esconde, portanto um dos pecados capitais mais perigosos.



Mais sobre a inveja: O verdadeiro amigo não é o que é solidário na desgraça, mas o que suporta seu sucesso. (Vera Loiola) Sucesso no Brasil, é ofensa pessoal. (Tom Jobim) A inveja não goza de boa reputação. (Renato Megan) A inveja habita o fundo de um vale onde jamais se vê o sol. (Ovídio) Não há ódio mais implacável que a inveja. (Arthur Schopenhnuer) O invejoso chora mais o bem alheio que o próprio dano. (Francisco de Quevedo) A emulação é a paixão das almas nobres, a inveja, o suplicio das almas vis. (Jean François Marmontel) Podemos descrever o nosso ódio, o nosso ciúmes, o nosso medo, a nossa vergonha, mas não a nossa inveja. (Francesco Alberone) Para finalizar: A inveja é uma merda. (adesivo de automóvel).

Tchauuuuses. Um grande abraço e até a próxima postagem. Fui!

terça-feira, 5 de março de 2013

COOCERQUI




Feijão Jalo 


Os feijões são originários do continente americano e as variedades de grãos maiores, como o branco e o jalo, vêm do sul dos Andes. Todos pertencem à família das leguminosas, a mesma do grão de bico e da ervilha, entre outros. Indispensável para a maioria dos brasileiros, a tradicional combinação do feijão com o arroz resulta num complexo protéico de excelente aproveitamento. É que, como todas as demais leguminosas, o feijão é pobre em metionina, aminoácido sem o qual a absorção dos outros aminoácidos fica prejudicada. Já cereais como arroz, milho, centeio e cevada têm metionina, mas são pobres em lisina, um outro aminoácido essencial, presente em boa quantidade no feijão. Por isso, formam um par tão perfeito. E o feijão comum pode ser substituído sem nenhum prejuízo pelo jalo, de grãos amarelados e alongados, como forma de variar o cardápio. Uma das características mais apreciadas dessa variedade na cozinha é a formação de um caldo mais denso e com coloração avermelhada. Seu sabor é mais delicado do que do feijão comum e quando apenas cozido lembra um pouco o das castanhas. Mais consumido em Minas Gerais e no Brasil central do que em outras regiões do país, vai à mesa cozido e temperado, simplesmente, ou na forma de tutus e virados. Pode ainda substituir o feijão branco nas receitas que pedem este ingrediente e faz sucesso quando servido frio, em saladas. Há também quem o combine com massas e o integre no preparo de pastas temperadas com ervas diversas ou mesmo de purês.

Saúde: É ruim para quem sofre de distúrbios gastrointestinais e precisa, por isso, fazer dieta com restrição de fibras, pois é muito rico nesse elemento estimulante do trânsito intestinal.


É bom para

Enriquecer a dieta, pelo alto teor de proteínas, essenciais na reparação dos tecidos, de amidos, que ajudam a manter a flora intestinal, e de fibras, que facilitam a digestão.

Como se prepara


Lave e deixe de molho por pelo menos 2 horas. Escorra. Ponha na panela de pressão, junte 1 litro de água para cada xícara de feijão, tampe e leve ao fogo. Para evitar formação de espuma (que pode levar fragmentos de casca para a válvula, entupindo-a), adicione um fio de óleo. Abaixe o fogo quando começar a chiar e cozinhe por 20 min. Apague, espere o vapor sair, abra e veja se está macio. Se não estiver, adicione água quente e cozinhe mais. Em panela comum a cocção pode levar até 2 horas. Só tempere o feijão depois de cozido, pois o sal enrijece os grãos.

  Receita de feijão jalo com osso buco 

 


Jassa(cabeleireiro)Ossobuco com feijão jalo fica delicioso. Para prepará-lo, primeiro doure, em panela grande, comum ou de pressão, 1 kg de ossobuco em 3 colheres de sopa de azeite. Em seguida, adicione à panela 1 cebola, 3 dentes de alho, 150 g de salsão e 1 cenoura, tudo picado. Acrescente 250 ml de vinho branco seco e cozinhe até reduzir um pouco. Junte 200 ml de caldo de carne (opcional) e 500 ml de polpa de tomate em lata. Faça um bom maço com salsa, cebolinha, tomilho e 3 folhas de louro e ponha na panela. Junte 200 g de feijão jalo e tempere com sal e pimenta-do-reino. Cozinhe por 45 min a 1 hora, se usar panela de pressão, ou por 2h a 2h30, se usar panela comum.



Feijão Tropeiro 

 


Desde o período colonial no Brasil, o transporte das mais diversas mercadorias era feito por tropas a cavalo ou em lombos de burros. Os homens que guiavam esses animais eram chamados de tropeiros. O feijão misturado a farinha de mandioca, torresmo, linguiça, ovos, alho, cebola e temperos, tornou-se um prato básico do cardápio desses homens. Daí a origem do nome feijão tropeiro.




Ingredientes:
1kg de feijão jalo cozido al dente
1kg de toucinho frito e escorrido a gordura
1/2kg de linguiça de porco cortada em rodelas
1/2kg de linguiça calabresa cortado em cubo
1/2kg de bacon cortado em cubo
1 maço de couve cortada fina
2 tablete de caldo de feijão
2 cebola cortada em cubos
1 cabeça pequena de alho amassado
3 pimenta de cheiro picadinha
1 pimenta dedo de moça picada
3 folhas de louro
Cominho gosto
salsinha e cebolinha verde picados
pimenta do reino a gosto
sal a gosto
farinha de mandioca (aipim) a gosto

Modo de fazer:
Em uma panela frite o bacon, retire e deixe escorrer em papel absorvente, reserve a gordura.
Em outra frite a linguiça calabresa e a linguiça de porco, escorra em papel absorvente, reserve.
Em uma panela bem grande coloque a gordura do bacon e dê uma fritada no alho ( não deixe corar) acrescente a cebola , o louro, o cominho, o caldo de feijão e a couve, dê uma murchada e acrescente as pimentas e corrija o sal( lembre-se que ainda tem a linguiça e o bacon que contem sal), coloque o feijão e deixe dar uma secada, acrescente a farinha ( cuidado p não ficar muito seco), desligue o fogo e acrescente as linguiças, o bacon, o toucinho, salsa e a cebolinha. Sirva com um belo churrasco... e bom apetite.

Dicas:
Feijão: cozinhe até o ponto al dente, escorra em um escorredor de macarrão e lave p tirar a macinha que fica, pois ela deixa o feijão grudento.
Pode se usar outros tipos de feijão, mas o jalo é mais gostoso e sempre dá o ponto correto.

Toucinho: Compre sempre a parte da barriga. Fica mais seguinho e crocante.
Frite-o com um trisco de água (não ponha óleo) e não deixe que fique muito escuro, para não amargar.
Não gosto de comprar frito porque tem um gosto de rançoso, mas se preferir fique a vontade.

Cuidado ao fritar o toucinho, espirra muito.



O feijão jalo e tantas outras opções no gênero podem ser encontrados em qualquer loja das COOCERQUI de Cerquilho, Boituva e Tietê.  


domingo, 3 de março de 2013

Respingos




Ainda está valendo o Código de Defesa do Consumidor? Se está como explicar tanta propaganda enganosa, como remédios milagrosos que curam calvície, estria, celulite, impotência, tabagismo, alcoolismo, etc. Com a palavra as autoridades, médicos e o ministro da Saúde.



Muito cuidado é pouco ao comprar produtos alimentícios em promoção. Em geral a data de validade está próxima a vencer e o comerciante está doidinho pra se livrar dele. Esses produtos, muitas vezes, nem chegam à mesa. É nessa hora que vai por terra a doce ilusão de economia.



Quem mora no mundo civilizado precisa aprender a ter mais higiene com o lixo domiciliar. Por exemplo, deixar o lixo orgânico se acumular para no final de semana atear fogo é criar encrenca, na certa, com a vizinhança. Quem é que aguenta inalar fumaça com cheiro de comida estragada, papel higiênico usado, fraudinha bem servida... Não há cristão que suporte.



Os pombos, nos dias de hoje, são considerados ratos de asas. São agentes de mais de 20 doenças. A mais grave é a criptococose que mata 30% em casos de diagnósticos tardios. Portanto, quem os alimenta no perímetro urbano estará contribuindo para espalhar doenças e sujar estátuas, praças, calhas.... Como se livrar deles? Não adianta sair matando. Até porque, toda e qualquer tentativa de agressão aos pombos pode configurar crime ambiental de acordo com a Lei Federal número 9605 de 1998. Contra os pombos melhor que a repulsa é a indiferença. Contra a proliferação dessas aves o melhor é não alimentá-las. Deixar que a natureza se incumbisse de tal tarefa. Quem sabe, dessa forma, eles retornassem ao seu habitat – a mata. 

Até a próxima postagem. Fui!

Ah! Os cisnes cantam antes de morrer. Alguns cantores da atualidade, bem que poderiam morrer antes de cantar.