terça-feira, 31 de maio de 2016

COOCERQUI - Cozidos Espanhois

Cozido espanhol


..

1/2 kg de patinho em cubos


2 dentes de alho amassado


1/2  de linguiça fresca


2 linguiças defumadas em rodelas


2 sobrecoxas de frango picadas ao meio

100 g de bacon picados em pedaços grandes

400 g de grão de bico

4 tomates sem pele e sem sementes

1 xícara de chá de ervilha fresca

200 g de vagem manteiga cortadas ao meio

2 batatas-doce cortada em pedaços grandes

10 batatas pequenas inteiras

4 cenouras picada em pedaços grandes

1 xícara de chá de abóbora picada em cubos

Folhas de repolho a gosto

50 g de azeitonas pretas

1 tablete de caldo de carne

1 tablete de caldo de galinha

Cheiro verde picado finamente

1 copo americano de vinho branco seco

Sal, folha de louro, alho espremido, pimenta vermelha e azeite de oliva a gosto.


 

Modo de preparo

 

Tempere o patinho e as sobrecoxas de frango com uma pasta de alho espremido, vinagre, sal, folha de louro e pimenta a gosto, deixando marinar neste tempero por umas 2 horas.

 

Cozinhe o patinho na panela de pressão com bastante água, juntando um caldo de carne, até que fique macio, retire a carne e junte a vagem e a cenoura, deixando cozinhar até que fique cozidos, retire os legumes e reserve. Na mesma água cozinhe a abóbora até que fique macia, retire e reserve.

 

Em outra panela cozinhe as sobrecoxas de frango com bastante água e o caldo de galinha, até que fiquem macias, retire e reserve. Na mesma água cozinhe as batatas e batatas-doce até que fiquem macias.

 

Retire a pele das linguiças calabresa e afervente em água, juntamente com as linguiças fresca por 3 minutos, retire e corte em pedaços grandes. Reserve.

 

Em uma panela de tamanho suficiente faça uma camada de legumes, verduras, pimenta, carnes, junte a ervilha fresca, carne, linguiças e as azeitonas, salpique com cheiro verde, sempre em camadas. 


Junte um pouco do caldo em que foram cozidas as carnes, verduras e legumes, regue com azeite de oliva e finalize a montagem do prato com tomates, ervilhas, vagem, cheiro verde. Deixe ferver até que todos os ingredientes tomem gosto. Um pouco antes de desligar o fogo junte o vinho branco.


  


DICA: Este prato pode ser servido somente ele. É um prato completo, ou com um pouco de farinha de mandioca, em cada prato.


Mais cozido espanhol




Ingredientes

4 colheres de sopa de azeite
½ quilo de costelinha suína fresca
300 gramas de linguiça defumada e em rodelas
1 cebola picada
1 peito de frango cortado em 6 pedaços
3 batatas doces em cubos
½ abóbora tipo cabochá,  em pedaços e com casca
2 folhas de louro
1 copo de vinho branco seco
1 colher de café de sal
1 colher de de páprica doce ou picante
250 gramas de grão de bico demolhado
água para cozinhar
1 maço de folhas de catalônia ou repolho rasgados

Modo de preparo

Aqueça o azeite em uma panela de pressão e doure muito bem as carnes. Coloque pela ordem os ingredientes, para que refoguem. Por último, coloque a água e cozinhe em fogo médio por aproximadamente 30 minutos. Retire a pressão da panela, coloque a catalônia, misture e sirva com arroz branco.


Cocido Madrileño 

Cocido Madrileño
Este prato da Cozinha Espanhola também conhecido como Puchero ou Cozido Espanhol é preparado com carnes, embutidos e verduras que variam a cada região. Teve sua origem nas classes mais pobres de Madri e geralmente é servido como prato único nos dias frios.

Ingredientes:
2 xícaras de grão-de-bico cozido
1 linguiça espanhola cortadas em rodelas (usei linguiça calabresa)
2 paios cortados em rodelas
150g de toucinho (dessalgado) cortado em cubos
500g de carne de boi (pode ser peito, agulha, coxão duro)
3 coxas e sobrecoxas
2 cenouras grandes cortadas em rodelas
4 batatas médias cortadas em rodelas
2 batatas doces médias cortadas em rodelas
1 repolho pequeno cortado cortado em 4
3 cebolas médias cortadas em 4
1 cebola média picada
1 nabo médio cortado em rodelas
1 colher de sopa rasa de páprica picante
2 colheres de sopa de azeite de oliva
sal
Modo de fazer:
Numa panela coloque o toucinho, a carne de boi, a água e cozinhe em fogo baixo por 1 hora, junte o frango, a linguiça e o paio, continue cozinhando por mais uns 35 minutos, adicione as cebolas cortadas em 4, as cenouras, o nabo, as batatas, o sal e cozinhe até ficarem macios, mas firmes. Numa frigideira coloque o azeite, frite a cebola picada com a páprica até ficar transparente, junte à panela, coloque também o grão de bico e cozinhe por mais uns 5 minutos. Sirva quente.




Cozido espanhol (Puchero)

puchero 

Ingredientes
- 500g de coxão mole
- 500g de lombo de porco
100g de toucinho defumado
- 2 linguiças calabresas
- 500g de grão-de-bico
- 2 paios
- 4 cenouras médias
- 2 batatas grandes
- 6 folhas de repolho ou couve
- 2 batatas doce
- 4 tomates
- 8 colheres de sopa de azeite
- 2 cebolas
- 4 dentes de alho picados
- Pimenta vermelha picadas a gosto
- 4 folhas de louro
- 4 tabletes de caldo de carne, dissolvidos em 2 Litros de água
- 1 pimentão verde em cubos
- Sal e cheiro verde a gosto

Modo de Preparo

  1. Deixe 500 g de grão – de – bico de molho em água, até cobrir, de um dia para o outro
  2. Cozinhe em panela de pressão por 15 minutos
  3. Escorra a água do cozimento
  4. Reserve
  5. Em uma panela de pressão, aqueça 8 colheres (sopa) de azeite
  6. Refogue as cebolas, os dentes de alho picados, pimenta vermelha picada a gosto e as folhas de louro
  7. Adicione o coxão mole cortado em cubos médios, o lombo de porco cortado em cubos, o toucinho defumado cortado em cubinhos e frite até dourar
  8. Acrescente os tomates, os tabletes de caldo de carne dissolvidos na água e leve à pressão por 30 minutos
  9. Retire a pressão da panela e acrescente os paios cortados em rodelas, as linguiças calabresas cortadas em rodelas e as cenouras médias cortadas em cubos
  10. Cozinhe por 5 minutos
  11. Acrescente as batatas – doce cortada em cubos, as folhas de repolho rasgadas (opcional), as batata grandes em cubos e o pimentão verde em cubos
  12. Adicione o grão – de – bico cozido
  13. Acerte o sal
  14. Cozinhe por 20 a 30 minutos em fogo médio
  15. Se preferir coloque uma ou duas colheres (chá) de amido de milho, dissolvidas na água, para engrossar
  16. Desligue e polvilhe o cheiro – verde a gosto
Dicas na cozinha

Grão-de-bico

Informação nutricional

Uma porção de 100 gramas de grão de bico cozido sem sal nos oferece hidratos de carbono (criadores de energia), fibra dietética (boa para a saúde cardíaca e digestiva), proteínas e gorduras, mas, além disso, este grão oferece em sua composição vitaminas A, B6, C, E e K, cálcio, fósforo, potássio, zinco, magnésio, ferro e sódio.
Benefícios do grão de bico para saúde

Dois principais benefícios do grão de bico

Por conter fibra dietética, os grãos de bico servem para reduzir os níveis de colesterol ruim no sangue, mas por sua vez é bom para diminuir a pressão arterial e a quantidade de triglicerídeos. Então, pode reduzir o risco de sofrermos ataques cardíacos, doenças cardíacas e acidentes cérebro vasculares.
Seus componentes são excelentes para promover a saúde digestiva, aumentando o tamanho das fezes. Por exemplo, em casos de diarreia não há nada melhor do que um prato de grão de bico para estabilizar e fortalecer o intestino. Além disso, também ajuda a prevenir e tratar as hemorroidas. 
















segunda-feira, 30 de maio de 2016


TEATRO MUNICIPAL DE CERQUILHO




04/06 SÁBADO – PROGRAMA ÓPERA CURTA

_______________________________________________________________________________________

20h – “LA TRAVIATA” ÓPERA

RELEASE: “La Traviata” – a ópera

contada e cantada foi criado tendo como

referência a novela A Dama das Camélias,

de Alexandre Dumas Filho e a ópera La

Traviata, do compositor italiano Giuseppe

Verdi e do libretista Francesco Maria

Piave. Violetta Valèry, uma cortesã

parisiense, apaixona-se por Alfredo e

deixa tudo indo morar com ele no interior.

O pai do jovem, Giorgio Germont, a

convence a abandoná-lo para preservar a

honra de sua família e, com isto, garantir

um bom casamento para a irmã de

Alfredo. O casal se separa e, ao final,

consumida pela tuberculose, Violetta

morre nos braços de Alfredo recém

retornado a Paris. Com estes elementos,

criou-se um espetáculo que conta esta história, preservando as principais árias e duetos da

ópera, os detalhes da novela original e um pouco da imaginação do autor.

Assim apresentada, esquece-se completamente dos motivos que levaram à censura da

ópera à época da sua estreia. O espetáculo propõe-se a oferecer à plateia uma visão

objetiva das relações entre os personagens, provocando a reflexão a respeito dos seus

próprios sentimentos e a maneira complexa como a prostituição é vista ainda hoje, sem

perder de vista, é claro, o objetivo de contar a história da ópera. A questão central passa a

ser a reciprocidade do amor de Violetta e Alfredo sob o ponto de vista do pai do rapaz e

sua rejeição preconceituosa à vida de Violetta. Amor e preconceito andam juntos e são

temas permanentes ainda hoje. Cheio de referências a pintores como Balthus, Vermeer,

Van Gogh e Velazquez entre outros, o espetáculo reafirma a importância da arte como um

espelho da realidade. É uma obra em preto e branco com a cor sendo um elemento de

choque, de fantasia e de esperança.

ESPETÁCULO: “LA TRAVIATA”

DIA: 04/06 (SÁBADO)

HORÁRIO: 20H DURAÇÃO: 90 MIN

CLASSIFICAÇÃO: 14 ANOS

PREÇO: GRATUITO

Obs.: Não será permitida a entrada após o inicio do espetáculo às 20h.

COOCERQUI - Ofertas válidas de 30 de maio à 5 de junho








domingo, 29 de maio de 2016

Gente que brilha daqui, dali e de acolá:



















































Até a próxima postagem. Fui!




Ah! Precisamos descobrir a nossa maneira de estar sozinho e tirar dessa condição todo proveito possível. Cá entre nós, às vezes, bem melhor ficar sozinho do que mal acompanhado. E, para esquecer lacunas que nos deixa aborrecidos nada mais saudáveis do que mergulhar nos trabalhos manuais. Veja que universo encantador: pregar botão, lavar folhas de verdura uma por uma, tricotear, crochetear, culinária, jardinagem, carpintaria, torno mecânico, dedilhar violão, rabiscar papel enquanto atende ao telefone só para ver no que vai dar, criar figuras na parede com a sombra da mão, escultura em argila e tudo mais que a sua imaginação alcançar. O trabalho manual concentra, traz paz e satisfação. “Ser poeta não é a minha ambição; é a minha maneira de estar sozinho”. Disse Fernando Pessoa, lindamente. Pois é minha gente, vamos manusear e deixar de lado as lamentações: É porque dói aqui. É porque dói acolá...