segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Galeria de fotos - Hoje só deu duplas:



Prefeitura de Cerquilho.














































Até a próxima postagem. Fui!

Ah! 
  • ...De vez enquando o cachorro do seu vizinho lhe perturba na calada da noite? Se puder, nem ligue, deixe as neuras de lado e encare numa boa.  Em tudo tem o seu lado bom, quando um late, os outros latem em cadeia, funcionando como alarme, avisando todo o quarteirão que algo estranho está acontecendo...

  • Que espécie de comerciante você é? Se for daqueles que emprega garçom servindo   bebidas com os dedos carimbados na borda do copo, pode desistir! Trabalhando dessa forma, nem o direito de reclamar que o comércio está ruim. Com certeza, esse ramo não é sua praia. 

  • Depois de muitas promessas e, por conta delas serem eleitos, políticos se tornam arrogantes e inatingíveis, passando a tratar o povo com desdém. Daí, ao invés de lutar para proporcionar uma vida mais digna, prefere submetê-lo a enfrentar as humilhantes filas, até para mendigar remédios (se achá-los... tem essa!). Além disso, não vacilam em meter a mão no nosso bolso sem o menor escrúpulo. De cima de seu pretenso conforto, não percebem que estamos ficando cada vez mais esperto e um dia ainda serão pegos “com a boca na botija” e vamos caçá-los a paulada, como ratazana prenhe.

  • Os preconceitos são cada vez menos tolerados pelas pessoas mais esclarecidas, inclusive pela lei. Vale lembrar que a xenofobia também faz parte deles, por isso, tome cuidado ao tecer comentários sobre novos moradores, generalizando-os para baixo. O direito de ir e vir está sacramentado na Constituição Brasileira. Quem chegou de fora sentindo-se ofendido você poderá se complicar com a Justiça. Se bem que, em alguns casos o direito de voltar também poderia ser assegurado...


domingo, 30 de agosto de 2015

Galeria de Fotos daqui, dali e de acolá:


Praça da Matriz - Cerquilho - SP.

















































Câmara Municipal de Cerquilho - SP.;

Até a próxima postagem. Fui!

Fotografia


A visão do ser humano é sempre diferente quando se olha através de uma máquina fotográfica. Um ato de comunicação escrito com a luz que por meio do visor e o clique se testemunha o registro de um momento único. Isso é o fragmento da realidade e do tempo, que a partir daquele aperto do botão torna-se imortal; atemporal. Fragmentar também pode ser um ponto de vista diferente: fotografia é luz, é cor, é preto e branco; e em cada fragmento das cores se forma, em um toda a foto. Foto que impressiona, que emociona, que flagra, que busca a verdade. A visão do mundo sob o olhar de cada um dos fotógrafos do jornal. Na fotografia, cada um tem uma maneira de compor e interpretar o mesmo instante. E aqui está em evidência a maneira de ver e de se envolver de cada um dos fotógrafos.