quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Respingos - Receita com tucunaré


 


APRECIO A CULINÁRIA, MAS AINDA NÃO TINHA VISTO NADA TÃO SIMPLES!
Aos pescadores, excelente receita do Tucunaré, um dos melhores peixes das 
nossas águas amazônicas. 
Ingredientes:
2 kg de tucunaré
1 lata de azeite oliva
2 pimentões
2 dentes de alho
4 cebolas médias
1 kg de tomate
sal a gosto
12 latas de cerveja gelaaaaaaada!!!!
1 mulher
Modo de preparo:
1- Ponha a mulher na cozinha com os ingredientes e feche a porta.
2- Tome cerveja durante duas horas e depois peça para ser servido.
É uma delícia e quase não dá trabalho!
(Eita postezinho machista) 


terça-feira, 26 de novembro de 2013

COOCERQUI - Farinha de Arroz Integral





 Farinha de Trigo Integral - Benefícios para a Saúde 
 

As vantagens do trigo para a saúde dependem inteiramente da forma como se come. Essas vantagens serão poucas se a percentagem de trigo utilizada durante  o processo de selecção for de apenas 60%, pois os restantes 40% são apenas farinha; é isto que acontece no processo padrão de seleção nos Estados Unidos, em que os produtos que incluem trigo – pão, massas, biscoitos, bolos e similares – têm apenas 60% do grão original; infelizmente os 40% retirados são os que incluem o farelo e o gérmen de trigo, duas das partes mais ricas em nutrientes.

No processo padrão de fabrico de farinhas, perdem-se mais de metade das vitaminas B1, B2, B3, E, ácido fólico, cálcio, fósforo, zinco, cobre, ferro e fibras.

Com efeito, as mulheres que optam pela ingestão de trigo integral -cereais integrais -, conseguem muito maior equilíbrio a nível de peso e de saúde em geral. O mesmo se passa com o controle da Diabetes 2, em que a ingestão habitual de cereais integrais baixa substancialmente os níveis de risco.

Os cereais integrais são uma fonte muito rica em magnésio; este mineral atua como um coadjuvante para mais de 300 enzimas, incluindo os que estão ligados aos níveis de glicose e de insulina necessários ao bom funcionamento do organismo.



BOLO DE ARROZ INTEGRAL PRIMAVERA, COM MOLHO DE MANJERICÃO - DELICIOSO!!!

 

 Ingredientes:

2 xícaras bem cheias de chá de arroz integral
50g de aveia em flocos – 5 colheres de sopa
½ xícara de leite
2 colheres de sopa de óleo
2 ovos inteiros
Orégano
Molho de pimenta dedo de moça
Sal marinho a gosto
1 colher de sobremesa de fermento em pó
Farinha de rosca para polvilhar assadeira

Preparação da massa:

Em uma tigela, coloque os ovos, o leite e o óleo. Coloque todo o arroz, vá mexendo e acrescente a aveia. Observe a consistência e se achar necessário, acrescente mais um pouco de aveia, ou mais leite e/ou óleo. A massa tem que ficar numa consistência como a de bolo, ou até um pouco mais firme, pois o arroz sobressai, por ser granulado. Acrescente os temperos, e por último, o fermento. A dosagem dos temperos fica ao seu critério!
Um bom cozinheiro, ou chefe de cozinha, tem que estar sempre experimentado o que está fazendo!!! (reserve a massa).
Unte uma forma ou um pirex com óleo e enfarinhe com farinha de rosca. Leve ao forno médio pré-aquecido a 180º C. Espete um palito para ver se está assado. Deixe esfriar um pouco, para desenformar.
 
Molho de manjericão para cobertura:

Ingredientes:

200 ml de leite, ou 2 xícaras
1 colher (sopa) de farinha de trigo
Várias folhas de manjericão
Sal marinho
Azeite 


Bata todos os ingredientes no liquidificador e leve ao fogo para engrossar. Se achar que ficou muito denso ou muito líquido, acrescente, ou mais um pouco de leite, ou um pouco mais de farinha. Desenforme o bolo e acrescente o molho ainda quente e sirva.


Panquecas de Massa Integral com Espinafre e Queijo

 Ingredientes:

2 ovos
2 colheres (sopa) de manteiga derretida
1 xícara (chá) de leite
¼ de xícara (chá) de farinha de trigo integral

¼ de xícara (chá) de farinha de trigo
½ colher (chá) de fermento em pó
½ colher (chá) de sal
Recheio:
1 maço de espinafre médio
1 cebola picada
2 colheres (sopa) de manteiga
2 colheres (sopa) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de leite
1 colher (chá) de sal
Pimenta e queijo ralado a gosto
1 caixa de molho branco
::Modo de preparo:
Numa tigela, junte todos os ingredientes e misture bem com um batedor de mão. Numa frigideira, espalhe duas colheres (sopa) da massa e cozinhe em fogo médio até dourar. Vire o disco de massa e deixe que doure o outro lado. Transfira para uma travessa. Repita o procedimento com a massa restante. Reserve.
Recheio: Separe as folhas do espinafre, lave em água corrente e escorra. Coloque as folhas molhadas numa panela, tampe e cozinhe em fogo alto, mexendo de vez em quando, até ficarem macias. Esprema, pique bem e reserve. Refogue a cebola na manteiga, mexendo até ficar macia. Adicione a farinha e, mexendo, cozinhe. Junte o espinafre e os ingredientes restantes (exceto o molho branco). Cozinhe, mexendo até engrossar. Recheie as panquecas. Dobre e disponha em um refratário com o molho branco até dourar. Sirva a seguir.



sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Respingos - Cadeia de Mulheres




Cadeia de mulheres
Algemas?...
Doutor, cadeia foi feita para homem, disse uma prisioneira no dia em que cheguei à Penitenciária Feminina há quatro anos.

De fato, as leis que regem a conduta nas prisões femininas são muito diferentes das masculinas. Como o estabelecimento da hierarquia é inerente à restrição do espaço físico em que convivem seres humanos, e os homens são muito obedientes a ela; entre eles ficam mais claras as relações de domínio e submissão, a estrutura das coalizões e da organização dos grupos na disputa pelo poder.

Embora nos presídios femininos também ocorra fenômeno semelhante, não se percebe a mesma linearidade. As relações são mais complexas, porque as detentas operam em rede. Apesar de muitas vezes dar a impressão contrária, a mulher é, sobretudo, contestadora e avessa à submissão hierárquica.

O cotidiano da prisioneira é dominado e pela solidão. Ao ir para a cadeia, é separada dos filhos, abandonada pelo homem, fica mais pobre ainda, mal cuidada e ganha peso por causa da dieta e do sedentarismo. Nessas condições, quem quer saber de uma mulher? Poucas pessoas, a julgar pelo tamanho das filas nos dias de visita. Com alegações variadas até os familiares mais próximos se afastam. A mãe visita o filho preso durante anos consecutivos; a filha não merece a mesma consideração.

A vida solitária é um convite abuso de drogas ilícitas e aos relacionamentos homossexuais que amenizam as agruras do cárcere. Impossível saber quantas mulheres têm namoradas na Penitenciária, mas são centenas.

Ao ganhar a liberdade, sozinhas, com a folha de antecedentes manchada pelo aprisionamento, como ganhar o sustento dos filhos, que geralmente são muitos?
Dráuzio  Varella
 
Até a próxima postagem. Fui! .

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Respingos




Viver nas metrópoles está muito complicado. Esse desconforto vem fazendo interioranos retornar ao local do nascimento. Vários retornam com a cabeça arejada, experientes, prontinhos pra se lançarem num seguimento comercial ou industrial que lhe tornou peculiar. Pronto! É nesse ponto que aparecem aquelas figuras carimbadas louquinhas pra jogar borra de café na estrela dos outros: “É porque aquele comércio já nasceu morto”. “É porque aquele tipo de comércio por aqui não vai dar certo”... A partir dessa declaração, nas entrelinhas, dá para perceber que o pessimista de plantão já traçou maldades para provar aos otimistas que eles estão certos. Engraçado, não sei, por que essa gente entra nessa. Esse tipo de coisa é de um provincialismo de dar do. Caso o seu amigo investiu suas economias e foi pra frente você não vai lucrar nada e muito menos levar prejuízo caso o negócio não der certo. Sai da frente ave de mau agouro.

Danusa Leão certa ocasião disse nunca entender o porquê de pessoas passarem infância e a juventude sempre mal humorada, sem achar graça de nada. Pobres pessoas fadadas a passar toda maturidade na pior. Se aos quarenta nem elas se suportam imaginem depois dos sessenta? Mas existem outros – e isso nada tem a ver com inteligência, cultura ou riqueza – que não sofrem desse mal e parecem estar de bem com a vida em todos os momentos são os que se interessa por muitas coisas e assim se tornam, automaticamente, pessoas mais interessantes.
Cuidado com os indiferentes, desanimados e deprimidos que não conseguem se entrosar com nada. São perigosos não dê tanta trela para eles. Fuja da convivência, quando menos esperar você poderá estar igualzinho a eles. Essa doença, como tantas outras: pega.

Ah! Não existe carne de primeira, de segunda ou de terceira. Existe carne para assar, grelhar, cozinhar... Bem como não existe bife, nem de leite de soja.

terça-feira, 19 de novembro de 2013

COOCERQUI - Abóbora cabocha





Estrogonofe de cabocha (abóbora japonesa)


Ingredientes

  • 1/2 kg de contra filé
  • 200 g de bacon
  • 1 cebola
  • 1 colher de alho amassado
  • Sal a gosto
  • 1 caldo de galinha
  • 1 abóbora cabocha
  • 1 creme de leite

Modo de Preparo


  1. Tire a casca dura da abóbora, pique em cubos
  2. Coloque em uma panela de pressão por 5 minutos, até ela se desmanchar
  3. Acrescente a cebola picada e sal
  4. Em outra panela coloque a carne picadinha para estrogonofe, o bacon em cubinhos, a cebola, alho, caldo de galinha e sal, abafe até que cozinhe bem a carne e o bacon
  5. Depois de cozido junte a carne com a abóbora e mexa, misturando bem os dois
  6. Com o fogo desligado, acrescente o creme de leite, mexendo bem
  7. Sirva com arroz branco e batata palha

Informações Adicionais

  • Obs.: Se gostar, pode colocar no meio 1/2 pimentão picado miudinho cru.



Comidinha da vovó: Frango ao molho e refogado de abóbora com quiabo

 


Frango ao molho (para 4 pessoas)

Ingredientes:

4 sobrecoxas de frango partidas ao meio
Sal, pimenta do reino e um dente de alho amassado para temperar
3 colheres de sopa de óleo
meia cebola cortada em cubinhos
1 colher de sopa de açúcar mascavo
1/2 litro de água fervente

Principais utensílios:

Use, de preferência, uma panela de ferro e uma colher de pau.

Preparo:

1. Corte as sobrecoxas de frango ao meio. Retire a pele, se preferir. Tempere com sal, pimenta do reino e um dente de alho amassado.
2. Se for usar panela de ferro, deixe aquecer em fogo médio. Adicione o óleo e as cebolas, até ficarem douradas. Depois coloque o açúcar mascavo. Coloque então os pedaços de frango e deixe-os fritando bem. Vire-os para igualar a cor dourada.
3. Depois que o frango estiver bem douradinho, adicione a água fervente, abaixe o fogo e deixe cozinhar por uns 30 minutos.
4. Após o tempo de cozimento, o caldo do frango vai estar mais grosso. Se quiser coloque mais cebola, cheiro verde e uma pimenta de cheiro. Deixe ferver por uns 5 minutos e está pronto.

Refogado de abóbora cabocha e quiabo (para 4 pessoas)

Ingredientes:
20 unidades de quiabo picadas
3 fatias de abóbora cabocha (aquela da casca bem verde) descascadas e picadas em cubos médios
2 dentes de alho amassados
1/2 cebola em cubinhos
1 colher de sopa de óleo
10 gotinhas de limão para o quiabo não ficar babando (faz diferença)
sal, pimenta do reino e pimenta de cheiro a gosto
1 xícara de água quente

Preparo:

1. Prepare as verduras, legumes e temperos previamente: corte o quiabo, descasque e pique a abóbora e os temperos.
2. Leve uma panela ao fogo médio, coloque o óleo, a cebola e o alho amassado e deixe refogar um pouquinho. Acrescente a abóbora e misture. Em seguida coloque o quiabo e misture, deixando refogar um pouco.
3. Coloque as gotinhas de limão e misture bem, enquanto refoga. Por último, coloque o sal, a pimenta do reino e a pimenta de cheiro. Eu usei a pimenta biquinho, que não arde.
4. Depois de uns 10 minutos refogando e misturando sem parar, adicione uma xícara de água quente, tampe a panela e deixe cozinhar por 20 minutos em fogo baixo.

DICA: Após o cozimento, se quiser deixar mais sequinho, destampe, aumente o fogo e deixe a água secar ao seu gosto. É necessário prestar atenção para não queimar.
Você pode acrescentar salsinha e cebolinha ao final e servir com seu frango ensopado e um arroz branco, soltinho e gostoso. É uma combinação deliciosa.

Purê de Abóbora Japonesa 



Um purê cremoso e saboroso, para acompanhar carnes.

 Tempo de preparo: 30 minutos. Rendimento: 6 porções.
Ingredientes:

  • - 800 gramas de Abóbora japonesa cortada em cubos
  • - 3 colheres de sopa de creme de leite  
  • - Sal a gosto
  • - Pimenta-do-reino preta a gosto moída na hora
  • - 1 Ramo de Cebolinha picada

Modo de preparo:

  • 1Em uma panela, coloque os cubos de abóbora, preencha com água e leve ao fogo. Cozinhe-os até que fiquem macios.
  • 2Passe-os pela peneira e, ainda quentes, misture-os com o creme de leite.  
3Tempere-os com o sal e a pimenta. Se necessário, acerte os temperos. Polvilhe a cebolinha picada. Sirva em seguida

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Respingos - diversificado





Ortorexia - Essa palavra ainda não dicionarizada, mas a experiência sopra que alguma multinacional já está desenvolvendo um medicamento poderoso para combater o novo mal a se vendido com tarja preta, ao custo de uma fortuna. Em breve teremos nos meios de comunicação tocantes depoimentos de doentes que conseguiram recuperar-se a tempo de refazer suas vidas destroçadas.

A ortorexia é a preocupação mórbida e obsessiva com o que a vítima come. Isso se dá em relação ao tipo de comida, seu preparo, sua origem, sua qualidade e, enfim tudo o que tenha a ver com a alimentação. Em casos extremos, o paciente não faz mais nada na vida, além de procurar informações sobre alimentos na internet, retirar-se do recinto caso alguém coma açúcar em sua presença, ir quitandas a distantes para comprar produtos naturais e conferir o relógio o tempo todo, para ver se não está na hora de cumprir algum dever alimentar, em cujo rol também se inclui beber água com o Ph adequado de tantas e tantas horas, até se atingir o mínimo de 8 copos por dia.





Sei não. Do jeito que a ciência, nutricionistas e vigilantes sanitários vêm compulsivamente nos desencorajando a se alimentar, inclusive naturalmente, em breve estaremos fadados a comer ração. Ovo não pode. Caféleitepãocom manteiga, não pode. Gordura não pode. Frutas e verduras não pode – contêm agrotóxicos. Cáspite, se isso acontecer, ao chegar um inquisidor perto de mim e eu focinhado na vasilhinha do cachorro vou avançar neles à dentada reduzindo-os a picadinho.   



Eu, pelo menos, nunca engoli com facilidade o horário de verão. Onde é que já se viu economizar energia, bem no período das chuvas, quando os rios e represas estão bufando levando barragens, causando transtornos. Não sou especialista sobre o assunto, mas, gostaria de saber o porquê de não economizar energia na época da estiagem, onde tudo é cinza e, tristemente seco. Em minha opinião ao invés de “horário de verão” deveria ser “horário de inverno”....         



“Galera” tornou-se uma palavra insuportavelmente repetida, com a intenção de buscar intimidade em programa de auditório como o da Luciana Gimenez, do Huck, da Eliana, do Liberato e do exagerado Faustão, nas festas de peão de boiadeiro...



 Certa ocasião enquanto, o “orra meu” estava com o microfone, durante a Dança dos Famosos tive a pachorra de me posicionar com  caneta e papel nas mãos, na frente da TV para marcar como se fosse cerveja (em bar) quantas vezes o homem falou “galera”: 37 vezes!!!



Apresentadores e animadores evitem a todo custo, em platéias mais elegantes chamá-los de “galera”, muito menos querer ganhar a simpatia insitando-os a se manifestar como galera da esquerda, da direita, do centro. Ou então, pior ainda: quem é do Corinthians levante as mãos; quem o do Palmeiras levante as mãos... Nada mais fora de hora.  



Ah! Porta. Dê um toque antes. Não entre sem bater. Você poderá surpreender quem está distraído ou então presenciar coisas que jamais queria ter visto.


V.G. 
Ah! A maturidade do homem é voltada a encontrar a serenidade como aquela que se usufruía quando se era menino. 

terça-feira, 12 de novembro de 2013

COOCERQUI - Amido de Milho




Amido de milho

 

Amido de milho é o nome que se dá à farinha feita do milho, e usada na culinária como substituto da farinha de trigo ou para o preparo de cremes, como espessante.
Usa-se também a palavra maisena, derivada do taíno (língua indígena das Antilhas) maís, pelo espanhol maíz, significando "milho graúdo".1
Para a confecção os grãos de milho são molhados e têm retiradas a casca e a plântula embrionária. Após secagem, o grão remanescente, quase que totalmente de amido, é triturado e moído até se transformar num pó bem fino.

Características

O amido de milho é elemento presente na fabricação de alimentos, sendo a principal matéria-prima dos chamados extrusados, tais como biscoitos, cereais matinais, massas pré-cozidas e outros, pois tem como características produzir efeitos apreciados pelo consumidor, tais como crocância ou grande expansão.

Aplicação

Alimentos em pó, alimentos processados, biscoitos, confeitos, doce de leite, fermento químico, massas e molhos. Atua como aglutinante, veículo de Vitamina C e emulsificante em melhoradores de panificação. Promove viscosidade a sopas e caldos, quebra da forga de glúten em biscoitos e branqueamento de farinha de trigo.

Bolachinhas de amido de milho coloridas 

 



Ingredientes:
  • 200 gr. de amido de milho 
  • 100 gr. de farinha de trigo
  • 100 gr. de açúcar
  • 2 ovos
  • 3 colheres de sopa de margarina ou manteiga
  • 1 colher de sobremesa de fermento
  • raspas de limão ou de laranja

Primeiro aqueça o forno à 180C. Bata ovo, açúcar e margarina na batedeira até ficar uma mistura homogênea. Adicione a farinha, amido de milho, fermento e as raspas de limão ou laranja. Coloque a massa numa assadeira untada na forma em que quiser suas bolachinhas fiquem. Leve ao forno por 20/25 minutos.

As minhas bolachas inicialmente eram pra ser redondinhas, mas adivinha? Eu não deixei espaçamento suficiente e elas acabaram grudando uma na outra, então no final das contas eu resolvi cortá-las depois de assadas. Mas duas coisas se você for dar forma a elas depois de assadas: cuidado pra não assar muito porque elas vão esfarelar e quebrar facilmente na hora de fazer o corte.

Se quiser dar cor às bolachas é só separar a massa em potinhos e adicionar o corante que desejar.

Pudim de leite condensado com amido de milho

 

Ingredientes
  • Ingredientes:
  • 1 Lata de leite condensado
  • 1Lata de Leite(use a lata de leite condensado como medida)
  • 4ovos
  • 1Colher de sopa rasa de amido de milho ou trigo
  • 1colher de chá de baunilha
Como fazer
Bater tudo no liquidificador por 4 minutos
Depois colocar numa forma para pudim caramelizada
Deixe assar por 30 minutos em banho maria
Deixe esfriar vire em um recipiente e se delicie.


Panquecas de frango com milho


 Ingredientes:

Recheio

2 colheres de sopa de margarina
1 cebola média ralada
1 peito de frango cozido e desfiado
1 lata de milho
1 colher de sopa d extrato de tomate
1 colher de sopa de amido de milho
1 colher de chá de sal
1/2 xícara de chá de leite

Massa

1 xícara de chá de leite
1 colher de sopa de óleo
2 ovos
1/2 colher de chá de sal
1/2 xícara de chá de amido de milho
1/2 xícara de chá de fubá

Cobertura

1 colher de sopa de margarina
1 cebola pequena ralada
2 colheres de sopa de amido de milho
2 xícaras de chá de leite
50 g de queijo tipo parmesão ralado

Para untar:

Óleo

Modo de preparo:

Recheio

1- Em uma panela média, aqueça a margarina e refogue a cebola, o frango, o milho e o extrato de tomate.
2- Dissolva o amido de milho no leite, junte o sal e acrescente à mistura. Leve ao fogo médio, mexendo sempre até engrossar. Cozinhe por mais 1 minuto e retire do fogo. Deixe esfriar.

Massa
3- Bata no liquidificador, o leite, o óleo, os ovos e o sal por 2 minutos. Junte o amido de milho e o fubá e bata por mais 3 minutos ou até que a massa fique levemente cremosa e homogênea. Deixe descansar por 5 minutos.  

4- Unte e aqueça uma frigideira média (15 cm de diâmetro). Coloque uma porção de massa suficiente para formar uma camada fina que cubra o fundo da frigideira. Frite de um lado e vire para fritar do outro. Passe para um prato e repita a operação até terminar a massa. Reserve.

5- Coloque um pouco do recheio sobre metade de uma panqueca, enrole e coloque em uma travessa. Repita a operação até finalizar massa e recheio. Reserve.

Cobertura

6- Em uma panela média, aqueça a margarina e doure a cebola. Dissolva o amido de milho no leite e junte à panela. Cozinhe em fogo médio, mexendo sempre até engrossar e formar um molho.

7- Cubra as panquecas com o molho e polvilhe o queijo ralado. Sirva em seguida.

 

Bolo de amido de milho

bolo de amido de milho
Ingredientes:

  • 03 colheres de sopa de margarina
  • 01 copo (americano) de leite de coco
  • 01 copo (americano) de amido de milho
  • 02 copos (americano) de açúcar
  • 02 copos (americano) de farinha de trigo
  • 01 colher de sopa de fermento em pó
  • 3 ovos

Modo de preparo:

  1. Bata a margarina até ficar esbranquiçada.
  2. Acrescente o açúcar, sempre batendo
  3. Junte as gemas e continue batendo até que a massa fique lisa.
  4. Acrescente o leite, batendo, depois acrescente a farinha de trigo e o amido de milho.
  5. Bata bastante.
  6. Junte as claras em neve, sem bater, apenas misturando.
  7. Acrescente o fermento.
  8. Leve ao forno pré-aquecido em temperatura média e deixe assar por aproximadamente 25 minutos.
  9.  





segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Respingos Festa do Peão de Boiadeiro, em Cerquilho

No domingo, 10, a Soares Hungria, em Cerquilho foi passarela para o desfile de cavaleiros. Pela quantidade de participantes a Festa oficial vai ser sucesso, nos dias 14, 15, 16 e 17 de novembro de 2013. à partir deste ano a festa se desmembrou da prefeitura. Hoje ela é de cunho particular. Se a festa der certo, quem ganha é o realizador da festa; se der errado o prejuízo também será do realizador. Acreditem se quiser a mesma festa, no ano passado deu quase 500 mil reais de prejuízo. Vergonhoso. Tomara que a festa seja, uma das melhores



 Até a próxima postagem. Fui!

Ah! quando se passa dos sessenta são poucas as coisas que nos parece absurdas